Pages

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Angico - Anadenanthera



Família: Leguminosae-Mimosoideae
Espécie: Angico-branco (Anadenanthera colubrina); angico-vermelho (Anadenanthera macrocarpa).

Denominam-se de angicos, várias espécies de leguminosas-mimosoídeas de folhas miúdas, frutos alongados do tipo vagem ou legume (não confundir com legumes da alimentação), com sementes redondas e achatadas. Assim, temos o angico-rajado (Parapiptadenia rigida), o angico-branco (Anadenanthera colubrina), o angico-do-cerrado (Anadenanthera falcata), o angico-vermelho (Anadenanthera macrocarpa), entre outras espécies próximas. Normalmente são árvores de médio a grande porte, comuns em capoeiras ou na colonização de áreas abertas, no inverno perdendo totalmente as folhas.


A espécie mais comum em nossa região é o angico-branco (Anadenanthera colubrina), encontrando-se boa parte das árvores em intensa florada entre novembro e janeiro. Suas flores diminutas são agrupadas em pequenos "pompons" brancos, por sua vez agrupados em cachos grandes, revestindo de branco as copas verdes.

Possui tronco acinzentado, tortuoso e alto, com copa ampla de folhagem rarefeita, no total chegando aos 20-25 metros. 

Não é difícil localizá-lo nos capoeirões e matas da região, onde é também chamado de "angiqueiro". Normalmente associada ao angico-branco, temos em floração nesta época o "manacá-da-serra" (Tibouchina pulchra), aqui chamado de "natalzeiro", com suas flores brancas e roxas colorindo as capoeiras na época do Natal.

Também comum em nossa região temos o angico-vermelho, que brota com as primeiras chuvas de setembro, em seguida sendo coberto por numerosas inflorescências cremes globosas, muito procuradas pelas abelhas, assim como o angico-branco.


Sua casca é rica em taninos sendo já amplamente utilizada em curtumes. Sua resina (goma) possui aplicações medicinais e industriais. Sua casca amarga pode ser antidesintérica e útil na cura de úlceras. É expectorante energético e com várias aplicações medicinais.


A tintura obtida de suas folhas é eficaz em golpes e comoções cerebrais. Possui madeira dura a pesada utilizável na construção naval e civil, dormentes de estradas de ferro, marcenaria, carpintaria, assoalhos e tetos, lenha e carvão.


No passado, madeiras mais nobres acabavam sendo utilizadas e os angicos relegados. Hoje, com a escassez das espécies utilizadas, o angico volta a figurar nas madeireiras como opção para construção civil e telhados.

Sendo rústicos e adaptados à terrenos secos, são recomendados para recuperação ambiental, crescendo muito bem em solos pobres e degradados, podendo ser útil ainda na arborização urbana e no paisagismo.

Dicas: Como produzem grande quantidade de sementes e de fácil germinação, é possível produzir facilmente muitas mudas. As sementes retiradas das vagens devem ser postas para germinar em canteiros semi-sombreados, cobertas com leve camada de terra, irrigando-se 1 a duas vezes ao dia. Quando as mudas atingirem 4-6cm, devem ser transplantadas para saquinhos individuais. Como crescem rápido, não devem demorar mais de um ano para irem a campo, onde atingem facilmente os 5-6m, em 2-3 anos. Sendo de porte médio a grande, devem ser plantadas em locais com bastante espaço e recuadas pelo menos 5-10m das construções.


Curiosidade:
Pelo menos 14 tribos foram documentadas no uso do angico-branco, também chamada de cebil, para fins xamânicos e de cura. O seu nome foi dado a vários lugares e pessoas influentes no Peru e na Argentina. As sementes também são usadas como aditivo na “chicha”, uma bebida alucinogénia fermentada e parecida com a cerveja, usada para rituais e cerimónias. 
São muito parecidas com as sementes da árvore de angico, a Anadenanthera peregrina, mas no entanto têm um tipo de psicoactividade diferente. Para além disso cheiram-se e são ingeridas oralmente na “chicha”, enquanto que o angico é principalmente cheira
do.


Fontes:
http://www.biomas.org.br

2 comentários:

  1. Gostaria de saber mais sobre aquelas bolinhas transparentes que aparecem no pé de anjico

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação!

 

Blogger news

Nº de Visualizações

About