Pages

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Flores do gênero Dahlia.


Classificação:

  • Nome comum:Dália 
  • Família:Asteraceae 
  • Gênero:Dahlia 
  • Espécie:varias
  • Categoria:Perene 
  • Exposição:Sol Pleno 
  • Altura:30 a 150cm 
  • Origem:América Central, do México até a Colômbia 

Dahlia, nome comum dália, é um género botânico pertencente à família Asteraceae. É uma herbácea de porte médio, perene. Quando adulta, a planta chega a atingir até 1,50 metro. É originária do México, onde é muito popular. Os índios daquela região foram os primeiros a cultivar dálias, ainda no período do império Asteca. Por volta do final do século XVIII, o diretor do Jardim Botânico de Madri encantou-se com a flor, durante uma visita ao México. Foi o suficiente para que a dália atravessasse o oceano e chegasse à Europa, onde se adaptou muito bem ao clima temperado.

Foi o botânico sueco Anders Dahl, responsável pela expansão das dálias pela região nórdica da Europa, que inspirou o nome da flor. Os holandeses e os franceses foram os maiores incentivadores do cultivo e da produção de inúmeras espécies híbridas de dálias. Foi a imigração holandesa que contribuiu muito para a propagação desta flor no Brasil.

Hoje, graças ao surgimento de vários híbridos, podemos encontrar diversos tipos de dálias, o que resulta numa grande variedade de formas (pompom, bola, decorativa etc.) e cores (branca, alaranjada, vermelha, amarela, pink). São mais de 3.000 variedades resultantes de cruzamentos com outras espécies, como os crisântemos, por exemplo.

Dália rosa pôr do sol


Dália moonfire


Dália pom-pom


Dahlia Horst Athalie



Reprodução:

Por meio de sementes, estaquia das pontas dos ramos ou divisão das raízes tuberosas; sendo que esta última permite a propagação de um exemplar com características idênticas às da planta-mãe.

Cultivo:

  • Substrato ideal para o plantio: 2 partes de terra comum, 2 partes de terra vegetal e 1 parte de areia;
  • Clima ideal: ameno;
  • Luminosidade: em locais de clima frio, precisa de no mínimo 4 horas de sol pleno; já em clima quente, recomenda-se o cultivo à meia-sombra
  • Regas: manter o solo sempre úmido, sem encharcar;
  • Floração: produz flores isoladas na primavera e no verão, em várias cores;
  • Cuidados: necessita de proteção contra ventos e adubação orgânica a cada três meses.


Curiosidade:

Os astecas criavam e cultivavam dálias em seus jardins pela sua beleza, como comida para animais e propriedades medicinais muito antes dos espanhóis chegarem. Extratos de tubérculos eram utilizados para o tratamento de doenças renais. As dálias foram introduzidas na Europa no fim do século XVIII, e na metade do século XIX Europeus e Americanos desenvolveram uma paixão tão grande pela espécie que os preços dispararam, bem parecido com o ocorrido com as tulipas no século XVII.


Fontes:

http://www.sementesmm.com.br/
http://pt.wikipedia.org/

 




 
 





































quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Bata de Purga - Operculina alata.



Nome científico.

Operculina alata

descrição.

Da família das Convolvulaceae, também conhecida como jalapa, jalapão, purga de amarelo leite, briônia da américa e jalapa do Brasil. Planta herbácea, de caule trepador, purpúreo, glabro, quadrangular, desprovido de gavinhas, atingem até 4m de comprimento. O rizoma é afilado, leitoso, com cerca de 5cm de comprimento e tuberosidades com raízes secundárias. Folhas alternas de 9cm de comprimento por 5cm de largura, pecioladas, cordiformes, lisas e muito chanfradas na base, acuminadas, verde-escuras na página superior e, esbranquiçadas na página inferior. As flores são solitárias, ocasionalmente 2, pedunculadas, 5 sépalas, pétalas fundidas Amarelas de 7cm de comprimento e 5 estames. O fruto é uma cápsula ovóide com 4 sementes.

Parte utilizadas: Raiz tuberosa

Habitat.

Originária do México, aclimatada no Brasil, aparece espontaneamente em capoeiras e pastos do Centro-Sul do país.

Princípios ativos.

Ácido caféico, convolvulina, jalapina, ácido jalapinólico, resina, escopoletina, amido, ácido valérico.

Propriedades medicinais.

Analgésica, antiinflamatória, depurativa, diurética, energético, febrífuga, laxante, purgativa.

indicações.

Congestão, hemorragia (cerebral, pulmonar), hidropsia (cardíaca, renal), prisão de ventre. O uso popular abrange ainda o tratamento de edemas, inflamações, dor de cabeça e febre.

Contra-indicações/cuidados: Planta drástica, deve ser usada somente em casos que justifiquem sua toxicologia.

Efeitos colaterais: Frequentemente aparecem náusea, dores espasmódicas e gastroenteríte. Não se recomenda seu uso sem supervisão de um especialísta. Em caso de ingestão excessiva deverá ser feito o esvaziamento gástrico, com sonda nasogástrica em sifonagem e tratamento sintomático. Planta com efeitos tóxicos, é contra-indiada para crianças, gestantes e lactentes. Por seu efeito drástico, às vezes necessário, é usado na medicina popular.

Contraindicações.

Planta com efeitos tóxicos. é contraindicada para crianças, gestantes e lactentes. Por seu efeito drástico, às vezes necessário, é usado na medicina popular.

Superdosagem: Em caso de ingestão excessiva deverá ser feito o esvaziamento gástrico, com sonda nasogástrica em sifonagem e tratamento sintomático.

pó de batata-de-purga.


Posologia: Adultos: 5g de tubérculos (2 e 1/2 colheres de sopa) em decoccto 2 vezes ao dia como laxativa, resolutiva, hemostática e regularizadora; 10g de tubérculos (5 colheres de sopa) em decocto como purgativa drástica.

Modo de usar: 

  • raízes (tubérculos): 2 gramas de pó em uma xícara de chá de água fria 2 vezes/dia: purgativo; 
  • raízes (tubérculos): 2 colheres das de sobremesa num cálice d’água de uma só vez: purgativo drástico nas As hidropisias cardíacas ou renais, as congestões, inflamação e hemorragias cerebrais ou pulmonares, que requerem uma descarga; 
  • raízes (tubérculos): 1 colher das de sobremess num cálice d´água de uma só vez, ao deitar: laxativo; - folhas e flores: prisão de ventre, laxativo energético, pugativo e depurativo. - pó da raiz:de 0,1, 0,4g/dia; - tintura de 0,5, 2ml/dia;
Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br
 

Blogger news

Nº de Visualizações

About