Pages

quinta-feira, 30 de março de 2017

Chia - Salvia hispanica



A Salvia hispanica, popularmente conhecida como chia ou sementes de chia, é uma planta herbácea da família das lamiáceas (assim como o alecrim e a sálvia), nativa da Guatemala e das regiões central e austral mexicanas (e Colômbia). Há evidência de que os astecas cultivavam o vegetal em tempos pré-colombianos presente no Códice Mendoza, datado do século XVI, documento no qual também se mencionava sua relevância agrícola à época.



CLASSIFICAÇÃO:

DIVISÃO:
Magnoliophyta
CLASSE:
Liliopsida
ORDEM:
Lamiales
FAMÍLIA:
Lamiaceae
GÊNERO:
Salvia
ESPÉCIE:
S. hispanica

 



Mais conhecida por sua semente, a qual é comercializada integralmente, moída ou em forma de óleo, a chia também é dona de folhas que podem ser aproveitadas para infusões. Ambos derivados, independente da forma, são tidos como ricas fontes de minerais, aminoácidos essenciais e ômega 3. É frequentemente enaltecido seu potencial em prevenir doenças cardiovasculares, diabetes e até tumores, além do de auxiliar na perda de peso

Etimologia:

A palavra chia deriva da palavra do nahuatl chian, que significa "oleoso". Diz-se que o estado mexicano de Chiapas pode ter sido nomeado também a partir da língua náuatle, significando "água de chia" ou "rio de chia".

É uma das duas plantas conhecidas como chia, sendo a outra Salvia columbariae, esta também denominada chia dourada.
 



Semente de chia:

A semente da chia possui formato oval e "diâmetro" de aproximadamente 2 mm. É visivelmente a principal parte da planta nos âmbitos comercial e gastronômico.

Características nutricionais:

A semente da chia é, por vezes, considerada um alimento funcional dadas suas características compositivas. Seu efeito mucilaginoso (o de absorver e reter quantidade significativa de água, como um emulsificante), devido à alta concentração de fibras, torna a chia interessante para quem busca emagrecer, posto que pode intensificar a sensação de saciedade.


É possível escrutinar a importância nutricional da semente de chia com a seguinte lista:

Ômega 3: A semente da chia é uma das mais ricas fontes conhecidas (tanto entre as vegetais quanto entre as animais) do ácido alfalinolênico, um dos ácidos graxos classificados como ômega 3.


Cálcio: cinco vezes a concentração do mineral encontrada no leite de vaca.

Magnésio: 100 gramas da semente de chia pode conter o mesmo que 200g do mineral presente em nozes ou 1,6 kg de brócolis, por si só considerados alimentos ricos no nutriente.


Manganês e fósforo: 100 gramas de chia contêm 108% do manganês e 95% do fósforo demandados por um adulto numa dieta de 2.000 quilocalorias/dia. 

Proteínas: 15% da composição da chia é proteica, sendo seus aminoácidos, em conjunto, formadores de alto valor biológico. Apenas 28 gramas da semente fornecem 9% da proteína que um adulto demanda, em média.

Fibras: a alta concentração de fibras alimentares (38 gramas a cada 100) faz da chia um aliado do emagrecimento e na boa digestão.

Antioxidantes: a presença do flavonoide kaempferol e, em menor quantidade, os ácidos cafeico e clorogênico presentes provêm à chia efeito antioxidante comparável ao que apresenta o Trolox, antioxidante comercial da Hoffmann–La Roche.
 


Aplicação culinária:

A semente de chia, quando utilizada de maneira integral, pode ter diversos usos culinários. Agindo quase como emulsificante, torna líquidos mais próximos de um gel e dá "liga" a massas.

Receitas que podem incluir a semente de chia são pudins, pães, tortas, quiches, mousses, cremes, patês, risotos, farofa, saladas de frutas, sumos e vitaminas.


Controvérsia:

Em estudo realizado por membros da Appalachian State University, situada nos EUA, 90 pessoas acima do peso (IMC = 25), entre 20 e 70 anos e saudáveis, foram submetidas ora a placebo, ora a ingestão de duas doses diárias compostas por 25 gramas de sementes de chia, adicionadas a 250 ml de água e agitadas, uma antes do café da manhã e, a outra, do jantar. O placebo era nutricionalmente equivalente, salvo as quantidades de ácidos polinsaturados e de fibra alimentar. A seleção do grupo controle, aleatória. O intervalo da pesquisa foi de 12 semanas (aproximadamente 3 meses, precisamente 84 dias que totalizaram 4,2 kg do grão em questão) e somente 14 dos 90 indivíduos participantes não seguiram à risca as exigências dos cientistas.


A conclusão foi que não houve diferença significante entre as duas amostras, tanto em questão de peso quanto em composição corpórea, além da manutenção dos níveis de pressão sanguínea e de proteína c-reativa, entre outros fatores por vezes considerados suscetíveis à ingestão regular de chia.
 

BENEFÍCIOS:

A chia é uma semente altamente proteica, utilizada por nativos das Américas há séculos atrás. A chia produz diversos benefícios para saúde e entre eles cito: controle da glicemia, é antioxidante evitando o envelhecimento precoce da pele, combate processos inflamatórios no organismo, regula níveis de colesterol sanguíneo e protege o coração. E consequentemente a isso auxilia na perda de peso.

Outros Benefícios:

1 – Produz saciedade:
suas sementes são mucilaginosas, ou seja, ricas em fibras ao entrarem em contato com a água, formam um gel no estômago. Diante dessa reação, a digestão torna-se mais lenta. Assim, o indivíduo fica satisfeito mais rapidamente e, então, passa a consumir porções menores.

2 – Combate inflamação: toda gordura é resultado de um processo inflamatório do organismo, que deixa de enviar mensagens de saciedade ao cérebro. Assim, perde-se o controle sobre a fome. O ômega 3 presente no grão combate essa inflamação, ajudando o corpo a recuperar o controle sobre o apetite.

3 – Desintoxica: por ser fibrosa, a chia ajuda a regula o trânsito intestinal e limpa o organismo.
 
 

Como usar a semente:


Sem muito segredo, sua praticidade é singular e tem sabor suave e quase imperceptível o que facilita a sua utilização. Basta misturar as sementes inteiras ou moídas a preparações como saladas, molhos, sucos, frutas picadas, iogurtes, sopas e até pratos à base de massas.

Pode ser encontrada no mercado nas formas de grão, farinha ou óleo. Ao contrário da linhaça, não necessita ser triturada ou cozida. É isenta de glúten, podendo ser consumida por portadores de doença celíaca.

Quanto ao consumo recomendado, duas colheres de sopa por dia (40g) são suficientes para fornecer os benefícios à saúde.

Obs: Independentemente do jeito que você prefere consumi-la, a chia deve ser ingerida 30 minutos antes de duas das suas principais refeições diárias que escolher (café da manhã, almoço ou jantar).



Atenção! Contra-indicação: Por ser uma semente bastante calórica deve ser consumida nas medidas mencionadas acima, pois seu excesso poderá produzir o efeito contrário, ou seja, você ganhará peso em vez de eliminá-lo.

Cuidado! Para potencializar o efeito da chia procure seguir uma dieta equilibrada e praticar atividade física regularmente, além de consultar seu nutricionista.



RECEITINHAS RÁPIDAS:


Mousse de Cacau com Chia (sem açúcar, sem ovo e sem leite)

Ingredientes:

- 2 xícaras de chá de água gelada

- ½ xícara de água com 1 colher de sopa de semente de chia (deixar por 20 min)

- ½ abacate maduro

- 2 colheres de sopa rasas de cacau em pó

- melado de cana para adoçar

Modo de Preparo:

Coloque tudo no liquidificador e acrescente o abacate picado e o cacau. Bata até que fique com a consistência de mousse. Sirva em seguida.

Rende 2 porçoes.










Molho de Chia para Saladas

Ingredientes:

- 2 colheres (sopa) de sementes de chia

- 2 dentes de alho amassados com sal marinho a gosto

- 1 colher (sopa) de suco de 1 limão

- 1 tomate (sem pele e sem sementes)

- 1/2 xícara (chá) de água

Modo de preparo:

Bata os ingredientes em um processador e use como tempero.










Fonte:  ANutricionista.Com - Angelita Grebin Ewald - CRN2 8064 - Nutricionista em Lajeado.


Fontes:


https://pt.wikipedia.org/wiki/Salvia_hispanica
https://www.chaecia.com.br/
























segunda-feira, 27 de março de 2017

Citronela - Cymbopogon winterianus




CLASSIFICAÇÃO:

DIVISÃO:
Magnoliophyta
CLASSE:
Liliopsida
ORDEM:
Poales
FAMÍLIA:
  Arecaceae
GÊNERO:
Cymbopogon
ESPÉCIE:
C. winterianus

A citronela é uma erva perene da família Poaceae, originária da Ásia tropical. É utilizada para a extração de um óleo essencial chamado óleo de citronela,  bastante conhecido pelos seus efeitos repelentes, principalmente contra mosquitos e borrachudos. 




Características da planta:

Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: Ásia, Índia, Indonésia, Java, Sri Lanka
Altura: 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Ela forma uma touceira densa, suas folhas são longas, com bordas cortantes e de coloração verde clara, idêntica ao capim-limão (Cymbopogon citratus). Difere deste apenas pelo aroma, que é suave, com perfume de limão, ao contrário da citronela que é bastante forte, talvez até um pouco enjoativo. Ela contém grandes quantidades de óleo essencial Citronelal, responsável por suas utilizações repelentes.






cultivo:

Pode ser plantada em vasos e jardineiras, assim como em canteiros adubados ou como bordadura em áreas grandes. 
Deve ser cultivada a pleno sol, em solo fértil, bem drenável e enriquecido com matéria orgânica para uma boa produção. Seu crescimento é bastante rápido, o que pode requerer um desbaste periódico. Utilize sempre luvas ao trabalhar com a citronela, pois as bordas das folhas produzem cortes superficiais na pele. Tipicamente tropical, não tolera frio intenso ou geadas. Multiplica-se facilmente pela divisão das touceiras.

Apresenta efeitos alelopáticos positivos quando plantada em conjunto com outras plantas, repelindo pragas e desta forma protegendo as companheiras.

Uso:

A essência de citronela é utilizada em perfumes, velas, incensos, repelentes, aromaterapia, desinfetantes e armazenagem de alimentos. O uso da óleo essencial diretamente sobre a pele pode provocar irritações. O bagaço de citronela pode ser utilizado na alimentação animal. Diz-se também que repele gatos de hortas e canteiros.

  • Medicinal:
Indicações: nervosismo, ansiedade, agitação
Propriedades: calmante, bactericida, carminativa, repelente
Partes Utilizadas: folhas, colmos

A Citronela é também considerada uma excelente planta aromática e pode ser usado a partir de seu óleo essencial denominado óleo de Citronela, extraído do caule e das folhas, é composto por Citronelal, Citronelol e Geraniol (usados como base para a fabricação de hidratantes e velas).

Outra aplicação desta planta é a sua propriedade Antifúngica, muito utilizado para acalmar os animais. Pode ser classificado em dois tipos: o Java com os compostos de Citronelal, Geraniol e Acetato de Geranilo, além de Limoneno. Basicamente utilizado na indústria de cosméticos. E o Tipo Ceilão, também com Limoneno, Geraniol e Citronelal, mas com os componentes de Metil-Isoeugenol e Citronelol.

Para a extração do óleo essencial de Citronela da planta é feito um método de "arrasto de vapor", trata-se de uma forma industrial, onde as folhas são submersas em uma vasilha e recebem vapor d'água sem intervalo, e este por sua vez ao penetrar nas folhas carrega o óleo essencial e se separa da água pela condensação dos materiais. Existe ainda o método caseiro, que consiste em colocar as folhas de Citronela em uma panela de pressão com água e depois de alguns minutos, se notará que o vapor exalado já estará com o óleo essencial da planta, porém se torna muito complicado para se recolher e extrair todo o óleo.



Repelente de citronela:

Caso prefira produzir seu repelente natural, será necessário:

– 200 gramas de citronela

– 1 litro de álcool 70%

– Um vasilhame escuro

Como preparar:

Pegue as folhas de citronela e misture com ½ litro de álcool 70% em um vasilhame escuro e mantenha tampado por 8 dias em local seco e sem iluminação. Deve-se agitar todos os dias, duas vezes ao dia. Depois disso, coar as folhas e adicionar mais ½ litro de álcool.


Fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%93leo_de_citronela
http://www.jardineiro.net/plantas/citronela-cymbopogon-winterianus.html
http://www.infoescola.com/plantas/citronela/
http://www.tudosobreplantas.com.br/asp/plantas/ficha.asp?id_planta=373196














 

Blogger news

Nº de Visualizações

About